• Rua 25 de Maio, Nº 119, 5370-535 MIRANDELA
  • Tel: 278 400 400
  • Atendimento Permanente 24H/365 Dias

Cancro da Mama: exames que devem ser exemplos de rotina

Cancro da Mama: exames que devem ser exemplos de rotina
26 de Outubro, 2020

Cancro da Mama: exames que devem ser exemplos de rotina

O mês de outubro é dedicado ao cancro da mama com o objetivo de consciencializar sobre esta patologia que afeta tantas mulheres no nosso país.

Acompanhar a saúde da mama é obrigação de toda a mulher. Existem doenças em que, o melhor tratamento é a prevenção precoce das mesmas.

O Autoexame, visitas periódicas ao seu médico e a realização de mamografias ou ecografias mamárias, devem ser exemplos de rotina de cuidados.

 

Mamografia

A mamografia é o melhor meio complementar de diagnóstico para a deteção do cancro da mama?

mamografia é o melhor método de imagem para o diagnóstico de lesões palpáveis e impalpáveis da mama. É o único meio que permite a deteção precoce do cancro da mama. Deverá ser idealmente complementada com ecografia. A deteção de lesões suspeitas requer muitas vezes a utilização de diferentes técnicas, passando pela ecografia complementar da mamografia, até à ressonância magnética.

Atualmente, com os avanços tecnológicos, as técnicas de mamografia que utilizam os raios X têm uma elevada resolução e uma diminuição significativa da dose de radiação.

 

A partir de que idade deve se realizar Mamografia?

A OMS (Organização Mundial da Saúde) recomenda como exame de rotina e rastreio com periodicidade em todas as mulheres a partir dos 40 anos, ou mesmo antes, se estiverem presentes fatores de risco.

As novas técnicas de imagem permitem um diagnóstico precoce do cancro, muitas vezes em mulheres que não apresentam sintomas. Quanto mais cedo este for detetado, melhor o prognóstico, quando diagnosticado a tempo tem mais elevadas hipóteses de cura.

 

Antes dos 40 anos a mamografia não está indicada. Porquê?

A mama das mulheres jovens é muito densa e por isso é difícil detectar peque­nas alterações sem o complemento de uma ecografia. Mas a idade-referência só é válida para mulheres sem sintomas e sem risco aumentado. Se houver risco fa­miliar, a mulher deve fazer mamografia de perfil.

 

Preparação

Este exame não necessita de qualquer preparação prévia; contudo, não deve usar cremes, desodorizantes ou pó de talco sobre a região mamária e axilar, porque alguns desses produtos são opacos aos Raios-X e podem gerar imagens enganadoras.
É fundamental que a utente se faça acompanhar de exames anteriores que eventualmente tenha feito, para que estas possam ser comparadas com as atuais.

Cada mama é observada, pelo menos sob duas incidências, através do mamógrafo. Este aparelho é um equipamento de Raios-X, que faz incidir uma dose calculada e relativamente baixa de radiação sobre a mama, após compressão desta.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ecografia Mamária

A ecografia é o 2ºexame mamário mais comum, depois da mamografia.

A ecografia mamária caracteriza-se por não ser dolorosa, nem usar radiação.

Para o realizar, é aplicado um gel na mama que permite a passagem correta dos ultrassons

 para obter imagens de qualidade.

Este exame é realizado por um médico radiologista.

 

 

 

 

 

 

Auto-Exame

Muitas mulheres referem ter “medo” de fazer o Auto-Exame, mas esta é a melhor maneira de conhecerem o seu corpo, de forma a detetarem precocemente alterações.

 “Eu não encontro nada!!”

 A finalidade do Auto-Exame não é “encontrar”, mas sim conhecer-se e perceber o que não é normal. Isso irá permitir que, com maior facilidade, encontre uma “mudança” e possa avisar o seu médico.

 

Translate »