Publicação

Micose o que é?

0

MICOSE

A Micose é uma doença causada por fungos que afeta a pele, as unhas e o couro cabeludo, e pode apresentar diversos sintomas de acordo com o local da infeção. Os fungos são microrganismos pluricelulares que se alimentam de células e que estão presentes em todos os locais, podendo ser encontrados no solo e em animais. Existem ainda fungos na pele humana, que em condições normais, não causam doença.

Os ambientes húmidos e quentes são propícios para o desenvolvimento dos fungos, assim como o sistema imunitário debilitado e o consumo de antibióticos por longo prazo. Redobre os cuidados nestas situações!

Tipos de Micose

Pitiríase Versicolor

É uma doença crónica que aparece e desaparece, repetidamente, bastante comum em adolescentes e jovens. Aparece na pele sob a forma de pequenas manchas brancas com descamação, podendo ainda estar agrupadas ou isoladas. Normalmente não apresentam comichão e raramente são escuras ou avermelhadas.

O tratamento desta micose pode durar meses, especialmente se a pigmentação não for a normal, e pode voltar ao corpo várias vezes.

Tinhas

É outro conjunto de micoses superficiais causadas por diversos tipos de fungos. São constituídas por manchas vermelhas, com descamação e com “bordas” bem definidas. Pode ainda ocorrer a formação de bolhas e crostas, e sendo a comichão normal nesta situação, as lesões causadas pelo coçar podem infetar.

Podem aparecer em qualquer parte do corpo, mas é mais comum nos pés, formando o conhecido pé de atleta, formando fissuras nas pregas entre os dedos, acompanhadas por um odor desagradável.

Candidíase

Esta infeção é causada por fungos do género Candida e pode originar micoses superficiais e micoses profundas, de maior gravidade.

Manifesta-se de várias formas nos indivíduos. Nos recém-nascidos assumem placas esbranquiçadas na mucosa oral, nos idosos são comuns as fissuras nos cantos da boca, ou podem ser detetadas através de placas vermelhas a nível das pregas da pele, como as pregas inframamárias, axilares ou inguinais. Pode ainda afetar a base das unhas, causando uma dolorosa inflamação com formação de pus.

Este tipo de micoses tende a causar comichão ou ardor.

Onicomicose

São as micoses das unhas, tanto dos pés como das mãos. É comum em indivíduos com mais de 55 anos e é raro em crianças.

As unhas afetadas tornam-se mais grossas e podem deslocar-se do seu leito, podendo mudar de cor e de forma. Apesar de se tornar mais espessa, a unha fica mais frágil, podendo até cair. É doloroso e recorrente!

Quais os principais sintomas?

Os sintomas podem manifestar-se em várias regiões do corpo, dependendo da área afetada, seja ela a pele, dedos, couro cabeludo, região genital ou unhas.

As primeiras manifestações podem ser muito subtis, podendo começar com coceira, com o aparecimento de manchas vermelhas e descamativas, a mudança de cor da pele (escurecimento ou aclaramento) ou ainda o aparecimento de bolhas e fissuras.

A evolução será diferente consoante o tipo de fungo e a sua localização.

Fatores de Risco

Todas as micoses partilham os mesmos fatores de risco.

            - Andar descalço em lugares húmidos, como ginásios, balneários e chuveiros

            - Partilha de toalhas e outros objetos

            - Falta de higiene dos pés e do calçado (sobretudo sapatilhas)

            - Má circulação sanguínea, diabetes e alterações do sistema imunitário

Como prevenir?

A prevenção da micose é bastante simples, começando por tomar medidas para que não exista contacto com o fungo e, por outro lado, que evitem o desenvolvimento e proliferação do fungo.

É importante a higiene corporal, incluindo a íntima, mantendo o corpo limpo e seco, tendo em especial atenção às pregas de pele e os dedos dos pés. Da mesma forma, deve ser evitado o uso de roupa molhada por longos períodos, evitar roupas justas e quentes e sapatos fechados, especialmente no verão.

Não devem ser utilizados objetos pessoais de outras pessoas, como a maquilhagem, escovas de cabelo ou utensílios de manicure.

Tratamento

O tratamento da micose dependerá do tipo de micose, gravidade e local, e deverá ser indicado por um dermatologista pois é feito com o objetivo de eliminar o fungo causador da infeção.

No caso da pitiríase versicolor, o tratamento pode ser feito com medicamentos antifúngicos tópicos ou orais. Para as tinhas, o tratamento habitual são os cremes antimicóticos.

Geralmente, as micoses por Candida são facilmente eliminadas com a utilização de cremes ou loções antifúngicas, que deverão ser aplicados entre 7 e 10 dias.

Já o tratamento da onicomicose é mais prolongado, podendo durar até 12 meses, recorrendo a medicamentos locais ou orais, sem interrupção.

O uso de antibióticos deve ser sujeito a prescrição médica e o tempo de utilização deve ser respeitado!

 

No Hospital Terra Quente pode contar com uma equipa de Dermatologia disponível com um horário alargado e com os meios necessários para dar resposta imediata ao seu problema. Para um melhor acompanhamento e tratamento, consulte um dos nossos especialistas.

 

 

Unidade de Dermatologia

Dr. Álvaro Machado

Dr. Pedro Andrade